Sunday, September 14, 2008

elegia de setembro_#2

20080910_od2


Odeceixe, 20080910

2 comments:

teresa said...

"Não sei como vieste, mas deve haver um caminho para regressar da morte(...)"

Eugénio de Andrade

Anonymous said...

(...) Medo de quebrar o fio com que teces os dias sem memória.(...)

Belíssimas elegias de setembro, a do E.A. e a do Kiasma.

ana